Ambulatório

Se você ou alguém que você ama está sofrendo com um transtorno alimentar, entre em contato conosco. A cura é possível com a ajuda e orientação profissional adequada.

Como faço para iniciar o tratamento?

Ao lado segue um fluxograma que demonstra o caminho para iniciar o tratamento.

Após o preenchimento do cadastro o paciente aguarda contato para o agendamento da triagem, a qual está subordinada à existência de vagas e regras do IPqHCFMUSP.

A Triagem acontece, em média, uma vez por ano, e é realizada em dia e horário agendados pela Equipe com o objetivo de fazer uma escuta minuciosa do seu histórico de vida, das queixas atuais e suas dificuldades com a alimentação, manutenção de peso, relação com a imagem corporal, relações pessoais, familiares, sociais e profissionais.

Após a triagem, a equipe multidisciplinar discute as informações coletadas e, obedecendo aos critérios diagnósticos, o paciente é orientado para o início do tratamento.

O tratamento no AMBULIM é realizado com o apoio de equipe multidisciplinar, formada por médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos, fisioterapeuta, terapeutas familiares e equipe de enfermagem. Acontece de forma ambulatorial ou internação para os casos mais graves.

Para se inscrever clique aqui

Enfermaria do Comportamento Alimentar (ECAL)

História

A Enfermaria do Comportamento Alimentar (ECAL), é a única no setor público do Brasil com atendimento gratuito e especializado para pacientes com Transtornos Alimentares.  A ECAL, como é conhecida, conta com uma história de dedicação e persistência de muitas pessoas e profissionais pioneiros que ao longo dos anos, se empenharam e inspiraram outros profissionais no compromisso  de um espaço que atendesse especialmente os pacientes com quadros mais graves de transtornos alimentares que necessitarem de internação. No início, em 1992, quando foi criado o Ambulim, os pacientes mais graves com transtornos alimentares, eram internados na Unidade Primeira Feminina do Hospital, junto com os pacientes que apresentavam outros transtornos mentais.  Com a construção de uma nova ala no prédio em 1996, os pacientes com transtornos alimentares graves passaram a ser atendidos na Enfermaria Mista, junto com a geriatria.  Em 2004, o projeto de uma unidade especializada de internação aos pacientes com transtornos alimentares graves, se tornava realidade. Nesse ano foi inaugurada a ECAL com 10 leitos para internação. As internações na ECAL são preferencialmente voluntárias para estimular o envolvimento e responsabilização dos pacientes em seu tratamento que dura em média 90 dias.

O que é oferecido no tratamento?

Pacientes internados na Enfermaria do Comportamento Alimentar em regime de internação completa recebem cuidados especializados da equipe de enfermagem, acompanhamento semanal psiquiátrico, nutricional, psicoterapêutico (individual e em grupo) e atendimento familiar.  Igualmente, são oferecidas outras atividades terapêuticas como: Grupo Terapêutico de Imagem Corporal, Eutonia, Mindfulness, Grupo de Habilidades DBT – Terapia Comportamental Dialéctica.  Tais atividades são realizadas em grupos, em horários pré-estabelecidos e são de caráter obrigatório para todos os pacientes. As avaliações psicológicas e neuropsicológicas, assim como o acompanhamento terapêutico são realizadas conforme solicitação da equipe multidisciplinar. Ainda são oferecidas outras atividades terapêuticas, de caráter optativo, tais como Cão Terapia,Eutonia, Mindfulness para Familiares, Grupo de Leitura, Ioga, Family Connection (DBT – Terapia Comportamental Dialética para familiares) e outras, sempre visando ampliar a proposta terapêutica. A participação em todas as tarefas propostas é entendida como fundamental para a boa evolução do tratamento.

Vagas para internação

Se você precisa pleitear uma vaga de internação via SUS é preciso enviar a solicitação para o e-mail ambulim.ipq@hc.fm.usp.br  com todos os seguintes dados sobre o paciente:
– Nome completo
– Data de nascimento e idade (somente maiores de 18 anos)
– Peso e altura (o dado mais recente)
– Cidade e Estado onde mora
– CPF
– Encaminhamento médico com justificativa do pedido de internação (precisa ter carimbo de um médico, não é válido encaminhamento de psicólogo nem nutricionista)
– Telefone (com DDD) de um responsável da família a qual receberá o contato da gestão de leitos quando tiver vaga disponível
– Informação se a internação será voluntária (com consentimento do paciente) ou involuntária.
Vale ressaltar que a ECAL é apenas para pacientes maiores de 18 anos, para os casos de menores de idade envie email para protad.hc@gmail.com).
  Para vagas de internação de serviço particular ou convênios ligue para (11) 2661-9828 e converse diretamente com o setor de Convênios do Instituto de Psiquiatria.

Tratamentos em outras regiões do Brasil

Para saber mais sobre tratamentos no Brasil, visite o site www.astralbr.org da Associação Brasileira de Transtornos Alimentares – ASTRALBR e siga também o perfil no Instagram @astralbr. Seu apoio para romper o silêncio e quebrar estigmas é essencial para prevenir, conscientizar e desenvolver melhores tratamentos para os transtornos alimentares no Brasil.